Newsletter de Whatsapp Vs. E-mail: 5 diferenças fundamentais

As newsletters estão em alta. Repare: é difícil hoje navegar por um site sem encontrar uma caixa de inscrição sugerindo o envio novidades por e-mail. Recentemente, a chegada de newsletters para Whatsapp escaláveis e automatizadas estão dando novo gás ao formato.

Em essência, as duas modalidades compartilham um mesmo princípio: envio de conteúdo apenas para assinantes, ou seja, usuários que fizeram Opt-in para receber conteúdo de uma marca ou empresa. Na prática, porém, elas não poderiam ser mais distintas. Neste artigo, vamos conhecer as principais diferenças entre newsletters de Whatsapp e as antigas newsletters de e-mail.

1. Engajamento com “E” maiúsculo

Ao longo dos anos, newsletters de e-mail evoluíram para se tornar uma verdadeira ciência. Funis de venda, otimização de assuntos e horários de envio. Apesar disso, profissionais de marketing precisam lidar com uma verdade nua e crua: e-mails possuem taxas de engajamento baixíssimas.

Na prática, isso significa que empresas precisam manter listas enormes de assinantes para alcançar resultados minimamente significativos. Em declínio, a taxa de cliques global está em 3,2%, em média. Mesmo que você contrate um ninja para cuidar dos seus disparos, eles dificilmente alcançarão taxas de clique maiores que 5%.

No Whatsapp, a história é muito diferente. Taxas de abertura ultrapassam facilmente os 90%. Na média, a taxa de cliques alcança incríveis 30% – até 9 vezes o desempenho de e-mails.

Fazendo a conta ao contrário: para conseguir 5 000 cliques através de uma newsletter de e-mail, você precisa de uma lista com 156 250 pessoas. Pelo Whatsapp, é possível alcançar os mesmos 5 000 cliques com apenas 16 666 assinantes.

Há várias razões para tamanha discrepância. Em média, cada pessoa recebe 121 e-mails por dia – a imensa maioria deles de companhias. Para chamar atenção na caixa de entrada, é preciso gritar. Já o Whatsapp se apresenta como uma avenida livre, explorada por poucas marcas. Como toda nova plataforma, são enormes as vantagens dos first-movers, ou pioneiros.

2. Ciclo de entrega instantâneo

E-mails possuem um ciclo de entrega bastante longo. Uma campanha enviada hoje pode ser aberta e lida por seus assinantes apenas na semana que vem. A entrega demorada tem impacto no planejamento, na frequência e eficácia das campanhas como um todo, e demanda otimização dos melhores horários e dias da semana para envio, entre outros.

No Whatsapp, tudo ocorre de forma imediata. Segundo levantamento do eMarketer, 80% das mensagens são abertas nos 5 primeiros minutos após o envio.

Essa característica abre espaço para uma nova gama de ações e campanhas de marketing. Promoções relâmpago e ofertas de última hora são apenas algumas das modalidades exploradas por empresas atualmente no Whatsapp. Já pensou o que sua empresa pode fazer com um canal de divulgação com entrega instantânea?

3. Comunicação informal: libere os emojis

E-mails de empresas costumam ter um tom institucional e formal. Até mesmo as marcas mais criativas têm dificuldades em utilizar uma voz original no ambiente “careta” dos e-mails.

No Whatsapp, ocorre o contrário. O app, que cresceu como uma alternativa a redes sociais abertas, se consagrou como uma plataforma bastante informal, um espaço leve e protegido em que tudo pode acontecer. Vale lembrar: no Whatsapp, sua marca está dividindo espaço com conversas muito pessoais – fotos do sobrinho, piadas, planos para o fim de semana. Cada vez mais, empresas e marcas estão aproveitando o espaço para estreitar ainda mais a relação com seus clientes.

Isso inclui, é claro, o uso de emojis. Estudos mostram que o cérebro humano é capaz de processar informações visuais 60 mil vezes mais rápido do que em texto. Além de facilitar o consumo do conteúdo, os emojis criam proximidade com sua marca, que utiliza a plataforma para falar a língua do seu público.

4. Newsletter com potencial viral

Tradicionalmente, newsletters são um formato de comunicação individual. No e-mail, a moda hoje é a personalização e a busca por maneiras de falar com seu cliente tête-a-tête. Afinal, ninguém mais vai ler aquela mensagem, certo? Aqui, há outra mudança de paradigma em curso.

O Whatsapp é hoje a plataforma com maior potencial viral existente. Na elaboração de uma newsletter, portanto, vale levar em conta que aquele conteúdo pode alcançar pessoas que sequer fazem parte da sua lista. Newsletters de Whatsapp representam hoje o melhor de dois mundos: de um lado, entrega personalizada e completa, sem depender de algoritmos. Do outro, conteúdos que podem viralizar a qualquer momento – o compartilhamento, afinal, está sempre a um clique de distância.

5. Práticas de mercado? Você inventa

A tecnologia dos e-mails nasceu em 1978. As primeiras campanhas de e-mail marketing datam de 1991, com o surgimento de plataformas como o Hotmail. De lá para cá, como vimos, surgiram várias práticas de mercados estabelecidas.

O marketing de Whatsapp, por sua vez, está na infância.

Não há fórmulas a serem seguidas. O momento pode ser comparado ao e-mail marketing no final dos anos 1990, quando e-mails alcançavam taxas de abertura de 80%. Para profissionais de marketing, este é um convite para experimentações. Vamos nessa?

FONTE: Zapcast

Whatsapp para Empresas: 6 maneiras de utilizar o app em seu negócio

Os olhos do marketing digital estão voltados para o Whatsapp. Não é difícil entender o motivo: o app oferece oportunidades únicas para o mundo dos negócios. Pela primeira vez, marcas e empresas podem se comunicar em grande escala na plataforma mais íntima, rápida e pessoal existente nos dias de hoje.

O app, que mudou a forma de comunicação de milhões de usuários, agora vê a chegada de uma enxurrada de companhias interessadas em seu potencial de interação com clientes e fãs.

Mais de 120 milhões de brasileiros estão Whatsapp – um volume de consumidores que nenhum negócio pode se dar o luxo de ignorar, independente da área de atuação.

Mas qual é a melhor maneira de usar o app em seu negócio? Este artigo vai ajudar você a descobrir como o Whatsapp pode se encaixar em seu mix de marketing e posicionamento de marca.

1. Newsletters de Whatsapp

As Newsletters são a modalidade mais utilizada por empresas hoje ao redor do mundo. Elas se transformaram num incrível canal de distribuição de notícias e conteúdos de marcas. Tanto faz se a ideia é divulgar um novo post no blog ou o lançamento de um produto: os retornos são surpreendentes.

Isso porque o Whatsapp possui métricas de engajamento muito acima da média de outras redes. De acordo com um levantamento do ZapCast, 80% das mensagens enviadas pelo Whatsapp são abertas logo nos primeiros 60 minutos. Em muitos casos, a taxa de cliques em links alcança 50%.

Newsletter da revista alemã InStyle

Para chegar a números como esses, o conteúdo precisa ser sobretudo relevante para seu público. Além disso, vale a regra da concisão. Procure ser curto e simples em suas mensagens. Evite textões – para isso, o Whatsapp é a plataforma errada.

Outro cuidado diz respeito à frequência de envio. Mensagens devem ser disparadas com parcimônia. Um exagero neste quesito pode ter efeito contrário: o cliente fica irritado e decide cancelar o serviço. Procure fazer testes para otimizar a entrega e encontrar a frequência ideal. Assim você mantém bom controle sobre taxas de abertura, cliques e churn.

2. Ofertas e promoções

Já pensou se fosse possível atingir milhares de clientes de forma instantânea com aquela promoção matadora? O Whatsapp torna isso possível. A solução de envio em massa tem sido usada por milhares de empresas para o envio de ofertas relâmpago, promoções por tempo limitado e outras modalidades.

O MyDealz envia um compilado com as melhores ofertas do dia.

Diversas marcas do e-commerce e do varejo local têm tirado vantagem da velocidade e altíssimo engajamento para criar promoções inovadoras. Além de altas taxas de engajamento, esse tipo de conteúdo tem a vantagem de ser naturalmente viral. Afinal, todo mundo gosta de compartilhar uma boa promoção com os amigos.

3. Whatsapp como canal de atendimento

Quando se trata de prestar atendimento e consultoria a clientes, o Whatsapp também se mostra uma plataforma excelente. Conveniente para o cliente, que já possui o aplicativo instalado em seu smartphone. Simples também para as empresas, que hoje podem utilizar interfaces Web e desktop do aplicativo em computadores.

No médio prazo, fique atento à implementação de chatbots em conversas com seus clientes. Há diversas empresas utilizando hoje bots de Whatsapp para responder a dúvidas comuns de seus clientes. É uma maneira rápida e eficaz de atender às necessidades mais básicas do seu público.

4. Whatsapp como canal de suporte

Canais de suporte pelo Whatsapp possuem ótima avaliação pelos clientes. Chats ao vivo através de websites hoje são muito populares, mas o Whatsapp pode oferecer vantagens extras. Usuários podem conversar com a empresa em um ambiente que já conhecem, dentro de um aplicativo popular. Tudo isso sem precisar visitar o website da companhia ou correr o risco de perder a conversa em caso de interrupções.

Manter um canal de suporte no Whatsapp também manda aos clientes uma mensagem importante – de que sua empresa está disposta a deixá-los satisfeitos da forma que for mais conveniente.

5. Whatsapp para gestão de comunidades

Fala-se muito hoje sobre o community building como substituto ao trabalho de gestão de mídias sociais de marcas. Aqui também o Whatsapp se apresenta como ótima solução. Por conta de características únicas, como velocidade de entrega e altíssimo engajamento, ele pode funcionar como uma espécie de rede social “premium”.

Usuários que fazem parte da lista de Whatsapp de uma marca podem ser presenteados com vantagens especiais, como receber conteúdo antes do que usuários de outras redes. O envio de material exclusivo para a lista de Whatsapp faz com que se sintam especiais, o que por outro lado estimula o compartilhamento e ativa o potencial viral.

Time de futebol Eintracht Frankfurt: Whatsapp para community management

O app também pode funcionar como um iniciador de conversas com seus seguidores, estabelecendo uma comunicação de duas vias. Quando realizado com eficácia, a gestão de comunidade pelo Whatsapp cria uma boa dinâmica de relacionamento, ajudando a cultivar e nutrir sues clientes, e estimulando uma audiência maior e mais engajada.

6. Whatsapp para comunicação interna

Há no mercado um bom número ferramentas para comunicação interna de empresas, com diversas funcionalidades. Mas o Whatsapp oferece uma vantagem decisiva: a base existente de usuários. Sua empresa pode aproveitar o potencial da plataforma para melhorar a comunicação de equipes e grupos da empresa, mantendo proximidade com colaboradores. Ela também pode ser utilizada para o envio de mensagens de caráter mais urgente. Ter à mão o número de Whatsapp de seus colaboradores no caso de uma crise institucional, por exemplo, é uma segurança extra.

Conclusão

O marketing de Whatsapp ainda está na sua infância, mas já chegou apresentando resultados incríveis. Combinando características únicas, a plataforma apresenta um potencial nunca antes visto no mundo do marketing digital. Ao redor do mundo, milhares de empresas estão buscando descobrir a melhor maneira de integrar a plataforma às sua estratégias de marketing, com sucesso considerável. Seja através de uma newsletter ou com um serviço de atendimento ao cliente, o Whatsapp oferece oportunidades incríveis para criar aproximação com seu público, converter vendas e posicionar sua marca na rede.

FONTE: Zapcast

Whatsapp no Varejo: uma ponte entre os mundos físico e digital

Não é de hoje que o marketing digital deixou de ser exclusividade de lojas do varejo virtual. Cada vez mais, supermercados e varejistas buscam meios de alcançar fãs e clientes na rede. Mas o setor vive uma encruzilhada. Meios tradicionais como e-mail marketing e mídias sociais estão em franco declínio. Com mudanças no algoritmo do Facebook, as páginas de marcas e empresas alcançam menos de 8% de seus fãs, em média.

Não por acaso, cada vez mais empresas estão fazendo experimentos com o Whatsapp. A enorme base de usuários, altíssimo engajamento e aceitação dos usuários estão fazendo do aplicativo a nova fronteira do marketing digital. Mais de 120 milhões de brasileiros utilizam hoje o aplicativo, ou 9 em cada 10 pessoas com acesso à internet.

Hoje, com o surgimento de ferramentas automatizadas e escaláveis, o canal pode ser integrado de forma simples e econômica no mix de marketing de supermercados e varejistas. O Whatsapp é ideal para divulgar ofertas, promoções e mensagens emotivas que vão parar direto na tela de notificação dos usuários. Conheça outras vantagens:

5 motivos para utilizar o Whatsapp no varejo físico

– Ganhar novos clientes: o Whatsapp é um app utilizado diariamente por pessoas de todas as faixas etárias, instalado em praticamente todos os smartphones do Brasil
– Estreitar relacionamentos: o Whatsapp é um espaço íntimo e pessoal onde sua marca tem a chance de dividir espaço com conteúdo de amigos e familiares
– Aumentar a confiança: o conteúdo pode ser distribuído de maneira emotiva por meio de texto, imagens, vídeos, áudios, links e emojis
– Personalização: mensagens e ofertas podem ser enviadas a indivíduos ou a grupos maiores de acordo com interesses específicos
– Marketing efetivo: o alcance e o engajamento do Whatsapp são imbatíveis. Para empresas, este é um canal de comunicação rápido, conveniente e barato

Como se vê, o Whatsapp é uma ferramenta que ajuda a suavizar as linhas que separam o comércio virtual do físico. Conheça 7 ideias sobre como utilizar o Whatsapp em supermercados e no varejo:

1. Ofertas e promoções

O Whatsapp é hoje o melhor veículo para divulgar promoções e ofertas. Taxas de abertura chegam a ultrapassar 90%. Além disso, a entrega é instantânea, e a maioria das mensagens é lida logo nos primeiros minutos após o envio. O recurso viabiliza toda uma nova categoria de campanhas. Promoções relâmpago são exemplos disso. É comum hoje que supermercados criem ofertas especiais de curta duração apenas para assinantes de sua lista de Whatsapp.

O canal também pode servir para replicar conteúdos divulgados em plataformas como Facebook, newsletters para e-mails e mídias tradicionais como propagandas de TV (em vídeo) e rádio (áudio).

2. Campanhas de fidelização

Em tempos de guerra de preços e competição cada vez mais acirrada, fidelizar clientes nunca foi tão importante. Por ser uma plataforma íntima e pessoal, o Whatsapp se apresenta como ótimo canal para estreitar o relacionamento com seus clientes.

No exemplo, o varejista SultanCenter utiliza campanha em que compras acima de R$ 200 valem pontos em dobro no cartão fidelidade durante a semana de aniversário do supermercado.

3. Ofereça valor agregado

Vivemos a era do marketing do conteúdo. E o Whatsapp pode ser um veículo para divulgar não apenas notícias atualizadas, mas também conteúdo útil de valor agregado. A marca ganha credibilidade e autoridade, os clientes apreciam suas dicas e certamente comprarão mais de você.

No exemplo, a varejista alemã Springlane envia a seus assinantes receitas de drinks e coquetéis para preparar no verão. Os ingredientes em uso podem ser adquiridos nos supermercados da rede.

4. Atendimento individual

Não se trata apenas de envio em massa. O canal de Whatsapp automatizado também pode se tornar a forma mais conveniente de Serviço de Atendimento ao Consumidor da loja, auxiliando prontamente a clientes de acordo com suas demandas individuais e reforçando proximidade com a marca.

Como podemos ver, o Whatsapp é uma mão na roda para implementar diferentes tipos de serviços extras. Você também pode informar seus clientes sobre o status de pedidos atual ou oferecer uma opção para tirar dúvidas rápidas, entre outros.

5. Sorteios e concursos

Concursos e sorteios permitem que você promova suas ofertas e aumente o alcance de sua marca na rede. Mais uma vez, o WhatsApp se apresenta como ferramenta ideal, especialmente por conta de seu caráter viral. Ao contrário do e-mail, newsletters de Whatsapp costumam ser compartilhadas de forma espontânea em grupos e chats de amigos.

No caso de concursos, seus clientes podem utilizar o próprio chat para enviar mensagens instantâneas, vídeos ou relatos relacionados a um determinado concurso, ou então para se inscrever em sorteios.

6. Pesquisas de opinião

Colher o feedback de consumidores é essencial. Aqui, o Whatsapp também pode ajudar. Através de chatbots de pesquisa, é possível colher a opinião de seus consumidores diretamente no chat do aplicativo de forma simples e instantânea.

Dessa maneira, seus consumidores são convidados a emitir opinião sobre campanha ou ação ainda em fase de planejamento, entre outras aplicações.

7. Eventos e convites para datas especiais

Você está comemorando um aniversário, lançando um novo produto ou serviço ou organizando um evento para seus clientes regulares? Informe seus seguidores usando o WhatsApp e convide-os para a ocasião! Você pode, por exemplo, incluir vídeos e emojis em suas mensagens para torná-los mais emotivos e pessoais.

Conclusão

O smartphone é hoje é um auxiliar de compras indispensável para a maioria dos consumidores de varejo. O Whatsapp permite que os varejistas aprimorem a experiência de compra de seus clientes e estreitem o relacionamento com a marca. A comunicação em massa pela plataforma permite a entrega de valor agregado de forma inovadora, com criação de ofertas personalizadas, notícias relevantes ou um serviço de atendimento ao cliente genuíno, entre outras modalidades.

FONTE: www.zapcast.com.br

Adblock nos obrigando a repensar o modelo de publicidade online

Um dos principais assuntos da publicidade digital em 2015, o AdBlock (plugin de extensão do Google Chrome para bloqueio de anúncios), ainda está em ascensão em todo mundo. Atualmente são mais de 300 milhões de downloads, levando em consideração apenas um dos mais diversos serviços similares oferecidos. Leia mais

Tamanhos de imagens de redes sociais 2017: Capa, Perfil, Avatar

Uma dúvida muito recorrente que a maioria das pessoas tem ao criar uma página ou perfil para seu negócio é qual o tamanho correto das imagens de redes sociais. Afinal, é muito frustrante fazer aquela imagem sensacional para ser postada e ela ser redimensionada automaticamente pela rede — ou pior: nem ser aceita.

Esse questionamento é tão comum porque cada uma das redes sociais que podem ser utilizadas por empresas tem um formato de imagem. Uma foto de capa tem dimensões diferentes no Facebook e no Twitter e se você errar no tamanho, o resultado pode ser esteticamente desastroso!

Quais as especificações das imagens das principais redes sociais de 2017? Confira o nosso guia completo para tirar as dúvidas e evitar qualquer retrabalho para que sua equipe possa focar no mais importante: a qualidade!

Ou se preferir, baixe o Infográfico Com O Tamanho Atualizado de Todas As Redes Sociais.

Facebook

Começaremos com a mais usada das redes sociais: o Facebook. Ele reúne cerca de 16 milhões de fanpages, de acordo com o Zephoria.

Para sobreviver entre tantas páginas, é preciso se destacar e imagens bem feitas, no tamanho ideal, ajudam sua empresa a dar um passo à frente. Isso acontece porque o engajamento dos usuários é maior em postagens com gravuras, em qualquer rede social.

O Facebook aceita imagens de 2048 x 2048 pixels. Porém, na maioria esmagadora dos casos, o tamanho a ser exibido para os usuários no desktop é por volta de 1200 x 900 pixels para gravuras sem linkagem externa. Ou seja, não é preciso trabalhar com imagens tão pesadas como as do limite máximo.

É importante considerar também o acesso massivo ao Facebook vindo de smartphones e tablets, que torna esse tamanho adaptável ao formato mobile. No caso de links externos, o Facebook carregará automaticamente a melhor imagem correspondente disponível. Caso a imagem não seja satisfatória, você pode fazer o upload da sua própria ilustração. Além disso, em links que oferecem mais de uma imagem, é possível escolher qual será publicada.

Já no caso do Facebook Ads, é importante notar que a imagem não pode ter mais de 20% de texto. Caso contrário, ela não será aprovada como anúncio pelo Facebook

Imagens da página no Facebook: seu cartão de visitas da rede

A rede social do Mark Zuckerberg tem o próprio “código de posturas” quando se trata dos tamanhos das imagens de perfil e capa a serem usadas nas suas páginas. Primeiramente, assim que você tiver criado sua página, é importante notar que a foto de perfil tem que ser quadrada.

Qualquer imagem fora desse padrão será recortada, o que pode comprometer a qualidade da identidade gráfica da marca. O tamanho padrão a ser exibido é o de 170 x 170 pixels e qualquer outro tamanho será adaptado a esse formato — o que pode não apresentar a aparência desejada.

Já as fotos de capa, devem ter as dimensões de 820 pixels de largura por 312 pixels de altura em computadores e 640 pixels de largura por 360 pixels de altura para serem exibidas em smartphones. Por se tratar de um padrão da rede, as fotos de capa carregam mais rapidamente se forem subidas no formato sRGB JPG contendo 851 x 315 pixels, com menos de 100 KB. Resumindo, os tamanhos de imagens para o Facebook são:

  • Tamanho da capa do Facebook: mínimo 399 pixels X 150 pixels, com tamanho ideal de 852 pixels de largura, 315 pixels de altura e menos de 100 KB;
  • Tamanho da foto de perfil do Facebook ou Avatar: deve ter ao menos 180×180 pixels. Será cortada para caber em um quadrado. Está a 16 px da esquerda e 176 px do topo da foto de capa nos computadores;
  • Tamanho das Imagens do Facebook: 504 X 504 pixels para fan pages.

Twitter

O Twitter continua como uma das redes sociais mais populares entre as empresas que querem conquistar seguidores por meio do engajamento contínuo que a rede oferece. Mesmo que a escrita nesse site seja limitada a 140 caracteres, é possível atingir mais o seu público se for feito o uso de imagens.

A grande vantagem para produtores de conteúdo é que o twitter é mais flexível nas regras de dimensões de imagens. As gravuras de perfil precisam ter um tamanho de 400 x 400 e serão exibidas no site com o tamanho de 200 x 200 pixels em forma de prévia. Outro detalhe interessante é que a rede aceita animações no formato GIF como imagem de perfil.

O twitter dá bastante destaque para a imagem de capa. O tamanho recomendado para a ilustração a ser exibida é de 1500 x 500, ocupando boa parte da largura da tela. Então, não deixe de dar bastante atenção para a produção dessa imagem!

As imagens compartilhadas no twitter são exibidas em uma miniatura de 506 x 506 pixels, mas podem ser maiores do que isso. O tamanho ideal para que seja exibida com qualidade em várias plataformas é de pelo menos 1024 × 512 pixels.

Imagens maiores do que isso podem sofrer reduções automáticas. Resumindo, os tamanhos de gravuras para o Twitter são:

  • Foto de Perfil do Twitter: 400 x 400 pixels;
  • Imagem de Capa do Twitter: 1500 x 500 pixels;
  • Imagens De Tweets: 1024 x 512 pixels, preferencialmente.

Google Plus

Mesmo não sendo a rede social mais utilizada pelo “usuário comum”, o Google Plus é o melhor amigo do empreendedor que utiliza o gigante das pesquisas da internet para se promover na web, graças à sua integração com as demais ferramentas Google. O Google Plus possui um tipo de exibição de imagem responsiva.

Isso significa que as imagens que você publicar, inclusive as de capa do perfil, podem se adaptar de dispositivo para dispositivo. Porém, demanda uma atenção especial para determinados tipos de imagem: caso o tamanho não seja o adequado, pode ser que essa adaptação faça com que você perca partes ou informações importantes da foto. No caso da capa, recomenda-se o tamanho de 1080 x 608 pixels.

As prévias das imagens compartilhadas têm o tamanho de 497 x 373 px. Porém, no Google Plus, é possível carregar gravuras de até 2048 x 2048 px, que podem ser exibidas em tamanho original quando clicadas.

Outra peculiaridade dessa rede social é que a foto de perfil é exibida dentro de uma circunferência, diferente do padrão quadrado em outras redes. Apesar das imagens quadradas ainda serem recomendadas, é importante dar atenção especial para que nenhum detalhe da imagem fique de fora por conta dessa diagramação diferenciada. Resumindo, os tamanhos de gravuras para o Google Plus são:

  • Tamanho da Imagem de Capa do Google Plus: 930 x 523;
  • Tamanho da Foto de Perfil do Google Plus: exibida em uma circunferência de 120 pixels, deve ser quadrada;
  • Atualização de Status no Google Plus: 150 x 150 pixels para imagens;
  • Prévia das Imagens do Google Plus: 497 x 373 px mas podem conter até 2048 x 2048 px.

Instagram

Não é possível falar de Instagram, uma das redes que mais crescem em usuários, sem falar em imagens. Apesar disso, é uma das redes com maior nível de preocupação acerca do tamanho das gravuras.

Essa atenção deve ser redobrada, pois o usuário não tem a opção de alterar o tamanho das imagens. A imagem de perfil precisa ter 152 x 152 pixels. As miniaturas precisam ter 292 x 292 e os posts da no perfil são exibidos 600 x 600 pixels, mas o tamanho recomendado para as fotos a serem postadas é de 1080 x 1080 pixels .

Porém, mesmo com a visualização em grade no perfil, exibindo apenas imagens em quadrados, o Instagram passou a aceitar a postagem em formato de retrato e paisagem. É importante notar que, na linha do tempo dos usuários, essas imagens sempre se adequarão à largura da página. Resumindo, os tamanhos de gravuras para o Instagram são:

  • Foto de perfil 152 x 152;
  • Miniatura;
  • Displays: 292 largura;
  • Tamanho da imagem quadrada;
    • Recomendado: 1080 x 1080;
    • Exibição: 600 x 600.

Whatsapp

A ferramenta mais popular de troca de mensagens no Brasil também é uma grande aliada nos negócios, principalmente os menores. Com isso, é necessário cuidado também com a sua imagem de perfil ao usar essa ferramenta.

O tamanho mínimo é 140 X 140 pixels e, para dispositivos de maior resolução, 192 X 192 pixels. Resumindo, os tamanhos de gravuras para o Whatsapp são:

  • Tamanho da Foto de Perfil Do WhatsApp: mínimo é 140 X 140 px / 192 X 192 px (para dispositivos móveis maiores).

Youtube

Presente e popular entre as empresas, a rede social de compartilhamento de vídeos também merece uma atenção quando o assunto é imagem estática. A ferramenta permite que o usuário personalize o canal com imagens de capa, de perfil e miniaturas de vídeo.

Para a capa, o tamanho ideal é 1060 x 175 pixels. A imagem de perfil deve ser quadrada, com pelo menos 100 pixels por dimensão.

Também é possível colocar a gravura de vídeo como prévia, no caso com 368 x 207 pixels e uma miniatura de 196 x 110 pixels. Lembre-se, a miniatura pode ser personalizada! Resumindo, os tamanhos de gravuras para o Youtube são:

  • Tamanho da Imagem de Capa do Youtube: 1060 x 175 pixels;
  • Tamanho da Imagem de Perfil do Youtube: 100 x 100 pixels;
  • Tamanho da Imagem de Vídeo do Youtube: 368 x 207 pixels, com uma miniatura de 196 x 110 pixels.

LinkedIn

Essencial para contatos profissionais, novos negócios e parcerias, o LinkedIn merece também uma atenção especial, assim como as outras imagens de redes sociais. Esta rede tem variadas especificações de imagens que podem ser postadas.

A logo deve ter 110 x 110 pixels; a foto de capa, pelo menos 1400 x 220 pixels. Há também o logotipo da empresa em miniatura (50 x 50 pixels) e o destinado aos comentários da empresa (30 x 30 pixels).

No caso das imagens para a representação de carreiras, o tamanho indicado é 974 x 238 pixels. Já no caso dos Banners de produtos e serviços, o tamanho mínimo é 646 x 220 pixels. Resumindo, os tamanhos de gravuras para o LinkedIn são:

  • Tamanho Foto de Capa do Linkedin: 1400 x 220 pixels;
  • Tamanho da Logo no Linkedin: 110 x 110 pixels;
  • Tamanho Foto de perfil de Empresa no Linkedin: (em Miniatura): 50 x 50 pixels;
  • Tamanho Foto de Perfil da Empresa no Linkedin (em Comentários): 30 x 30 pixel;
  • Tamanho de Banner de Produtos no Linkedin: 646 x 220 pixels.

Pinterest

A capacidade de reproduzir imagens de obras de arte, inspirações e até mesmo tutoriais de DIY (Do-it yourself, ou faça você mesmo(a) faz com que o Pinterest conquiste bastante espaço entre as redes sociais. As postagens (chamadas de Pin) dessa rede possuem os seguintes tamanhos:

  • As miniaturas se limitam a 70 x 70 pixels;
  • Já os Pins, devem ter 600 pixels de largura, sem limitação de altura;
  • O tamanho das fotos de perfil é de pelo menos 200 x 200 px, sendo que a miniatura terá 70 x 70 px.

Saber o tamanho certo na hora de produzir uma imagem para uma rede social é essencial para que sua equipe trabalhe com muito mais eficiência na hora de promover o conteúdo de sua marca na internet. O importante é criar material de qualidade, boa resolução e que tenha tudo a ver com a mensagem que sua empresa quer transmitir para os usuários!

FONTE: blog.ingagedigital.com.br