Por que o Whatsapp se tornou a fronteira mais concorrida do marketing digital

Print pagePDF pageEmail page

Não há como esconder: com mais de 1,2 bilhão de usuários, alcançando diferentes perfis e faixas etárias, o Whatsapp é o maior fenômeno mobile dos últimos anos. Com um estilo de comunicação direto e pessoal, a plataforma conquistou pessoas que buscavam um espaço mais íntimo – longe dos holofotes de redes abertas como o Facebook.

Com tamanha adoção, seria questão de tempo até que a plataforma chamasse atenção de empresas e marcas, sempre atentas à máxima “esteja onde seus clientes estão”.

A chegada de ferramentas automatizadas e escaláveis, como Newsletters de Whatsapp, iniciou uma corrida contra o tempo. Não há como negar: o Whatsapp é hoje a fronteira mais concorrida do marketing digital. Entenda por que cada vez mais empresas estão buscando a plataforma para alcançar e conversar com clientes e seguidores.

É simples e todo mundo usa

Diferente de outras plataformas, o Whatsapp não tem curva de aprendizado. A interface é simples o suficiente até para os usuários menos experientes em tecnologia.

Não por acaso, ele está na mão de todo mundo. O Whatsapp é de longe o aplicativo mais popular do Brasil: atualmente, 96% dos brasileiros com acesso à internet utilizam o app – algo em torno de 120 milhões de pessoas. 75% deles utilizam o aplicativo todos os dias. O volume ultrapassa mesmo redes sociais estabelecidas, como o Facebook, Instagram, Youtube e Twitter.

Engajamento altíssimo

Não é novidade que canais tradicionais de marketing digital estão em declínio – algo que tem causado dores de cabeça a profissionais em todo mundo. Estima-se que apenas 22% dos e-mails enviados são abertos, em média. Por conta de mudanças no algoritmo do newsfeed, posts em páginas de Facebook alcançam menos de 7% de seus fãs, em média. Até redes como Instagram e Twitter hoje sofrem do mal do algoritmo seletivo, para desespero de muita gente.

Nesse quesito, o Whatsapp também ganha de lavada. As taxas de abertura superam 90%, e a imensa maioria dos usuários lê a mensagem logo nos primeiros minutos após o envio. As taxas de clique em mensagens de Whatsapp chegam a ser 4 vezes maiores que as de e-mail.

Isso sem falar do potencial viral de conteúdos recebidos pelo Whatsapp, que estão sempre a um clique do compartilhamento com amigos, grupos e familiares.

É pessoal e informal

Nada de introduções formais ou longas assinaturas no e-mail. No Whatsapp, as marcas podem falar com seus clientes de igual pra igual. Trata-se do canal mais íntimo e pessoal em uso atualmente. Na maioria dos casos, as mensagens vão parar diretamente nas notificações dos usuários – o mesmo lugar em que estão acostumados a ver fotos do sobrinho ou da última festa do fim de semana.

A boa notícia, segundo a eCMetrics, é que os brasileiros aprovam o relacionamento de marcas via Whatsapp. Em uma pesquisa exclusiva, 74% dos usuários disseram que gostariam de receber ofertas e promoções de marcas. Outros 45% se interessam em receber conteúdo exclusivo e relevante. Os números reafirmam o enorme potencial do Whatsapp como ferramenta de relacionamento entre marcas e consumidores.

Mobile first de verdade

A essa altura, não é novidade para ninguém: marcas e empresas que quiserem sobreviver no século 21 precisam de uma estratégia sólida em mobile marketing. E o Whatsapp tem se mostrado um dos melhores canais para vencer o desafio de engajar clientes hiper conectados, em escala, de maneira relevante e a qualquer momento do dia.

Isso ocorre de forma bastante natural: aplicativos de mensagens como o Whatsapp são as únicas grandes plataformas mobile first de fato. Elas estão no bolso de todo mundo, sempre a um toque de distância, 24 horas por dia. Não por acaso, estão se tornado a central da vida digital de grande parte dos usuários. Para as marcas, isso abre oportunidade para interações antes impensáveis – comunicação em tempo real, promoções relâmpago, alcance com altíssimo engajamento e muito mais.

Conclusão

O Whatsapp marketing ainda está na sua infância. Por outro lado, representa oportunidades incríveis: adoção de quase 100%, mobile first, espaço pessoal e com engajamento altíssimo. Como em toda nova plataforma, ganham vantagem as empresas que se posicionarem primeiro.

Ao mesmo tempo, apresenta grande desafio para profissionais de marketing. Não há um precedente para seu uso. O Whatsapp marketing é diferente de SMS, e também de marketing no Facebook. Como vimos, a maneira como as pessoas usam o app é única. De que forma fazer marketing em plataforma íntima e pessoal?

Mesmo diante de tantas dúvidas, uma coisa é certa: investir em Whatsapp marketing e entender o que funciona para sua marca irá render muitos frutos no futuro.

Fonte: Zapcast